Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Política’ Category

Questão de História?

 

 

 

http://blogs.estadao.com.br/radar-politico/2011/04/07/oposicao-a-anastasia-acusa-governo-de-usar-prova-para-atacar-lula/

Questão da prova de estória aplicada pela Secretaria de Educação do Governo de Minas Gerais retrata o ex-presidente Lula como corruptor e chefe de quadrilha.

E a resposta do gabarito era:

D – “sugere, ironicamente, uma relação entre os movimentos sindicais do início da década de 1980 e o ‘mensalão’, refletindo sobre o processo histórico que levou os mesmos personagens de uma luta pela valorização do trabalhador à corrupção política”.

Aaah, mas se fosse na Venezuela…

Anúncios

Read Full Post »

Não se rio ou se choro.

Acabo de assistir a um programa de debate na GloboNews, cujo tema era a revisão da Lei de Anistia e a Comissão da Verdade.

De um lado, um milico dirigente do Clube Naval.

De outro, um dirigente do Movimento Nacional de Direitos Humanos.

E, no entre os dois, para MEDIAR um debate que discutiria a punição (ou não) dos torturadores, ALEXANDRE GARCIA.

É o fim.

Alexandre Garcia, pra quem não sabe, foi SECRETÁRIO DE IMPRENSA do governo Figueiredo, em plena ditadura militar.

Em que lugar do mundo se imagina que o homem que foi responsável por encobrir as mentiras da ditadura possa mediar um debate sobre as mentiras da ditadura?

Só em país onde, de fato, a ditadura venceu.

 

Read Full Post »

Não.

Não é sobre a Copa do Mundo.

Hoje, de fato, o Partido da Imprensa Golpista iniciou a sua campanha presidencial para 2014.

Aécio Neves se lançou candidato da oposição em um discurso no Senado.

De quebra, ganhou 2 longos minutos de horário eleitoral gratuito. No Jornal Nacional.

De qualquer forma, algumas coisas são importantes de se ressaltar.

Aécio pensa o Brasil – coisa rara entre os tucanos. Não é bobo e nem pensa que o Mundo se resume aos Jardins Paulistas.

Aécio é muito mais articulado politicamente que o tucanato tradicional. Tem excelente trânsito em partidos da base aliada, da direita à esquerda, e tem a exata noção das forças das lideranças locais na eleição nacional.

Isso tudo torna Aécio muito mais competitivo do que Serra e Alckmin – fora o carisma.

Se o senador mineiro preocupa, já que é capaz de vencer uma eleição presidencial, Aécio – vale lembrar – é de uma tradicão política democrática. Tancredo Neves, seu avô, fez parte do governo Vargas, do governo JK e do governo Jango. Foi quem, junto com Brizola, salvou a cabeça de Jango em 63. Denunciou o golpe militar de 64 desde o seu primeiro momento, e lutou contra a ditadura até o fim, sendo liderança destaca nas Diretas já!

É da tradição de Minas (e de Neves) não fazer oposição por oposição, e nem fazer oposição golpista.

Se o governo ganhou um adversário de peso, também ganhou um adversário de nível – em todos os sentidos – e que fará uma oposição qualificada, programática e não pautada no puro oportunismo.

O governo não pode esperar encontrar em Aécio o baixo-nível da campanha serrista – do aborto à bolinha de papel.

O que vem aí é briga boa.

E dura.

Read Full Post »

Eu nunca entendi a grande vantagem econômica e social de se sediar uma Copa do Mundo e uma Olimpíada.

Mesmo sendo um admirador de Lula, sempre entendi aquele choro (quando o Rio foi escolhido para sediar os Jogos de 2016) fruto da emoção de uma enorme conquista pessoal. Foi ele “o cara” que elevou o “eterno país do futuro” para aquele patamar.

Naquela entrevista ele disse (algo assim): me perguntam, pra que gastar dinheiro com Olimpíada, se o país não tem nem escola direito? Nós devemos e podemos fazer os dois, disse o metalúrgico.

Continuei sem compreender o que tiraríamos de bom de tudo isso, mas me satisfez uma afirmação do governo naquela época. “A iniciativa privada vai construir os estádios, e o poder público vai dar conta da infra-estrutura de transportes e comunicações”. Com esta intenção declarada e com o PCdoB a frente dos Esportes, se poderia acreditar que as coisas sairiam assim.

A questão é que hoje, em todos as frentes, é a grande mídia e o tucanato quem vem pautando a política para a Copa e as Olimpíadas.

Inventaram um caos aéreo e emplacaram Nelson Jobim na Defesa, que colocou Murilo Marques sentado em cima da Infraero, para não fazer absolutamente nada. A aviação civil só piorou, ao invés de avançar.

Com relação aos estádios da Copa, não há a menor dúvida que Ricardo Teixeira foi muito mais hábil politicamente que Orlando Silva. Emplacou alguns elefantes brancos e inventou um estádio para o Curinthians, que, não tenham dúvidas, será pago pelo governo federal.

A recusa do PCdoB para trocar Orlando por uma mulher na pasta do Esporte, aliado à uma campanha pesada – e no tempo exato – do Estado de São Paulo, levaram o partido a perder a Autoridade Pública Olimpica, que será entregue a Henrique Meirelles.

E, para terminar, tudo indica que, depois de muita conversa com Jobim e Meirelles, Dilma resolveu indicar Gustavo do Vale para comandar a Infraero. Vice-presidente do BB na era FHC e diretor do Banco Central, a tarefa de Vale, segundo os grandes jornais, deverá ser a de mudar a gestão dos aeroportos do Brasil.

Pelo pouco tempo que falta para a Copa, é bastante provável que a privatização de alguns aeroportos seja realmente inevitável. Só que esses processos de privatização costumam não ter caminho volta. Sobretudo nas mãos de tucanos.

Quer dizer, está tudo ao contrário.

O legado da Copa e das Olimpíadas será, provavelmente, um investimento público bilionário em elefantes brancos e a privatização da Infraero.

Só quem pode fazer frente a esta afinada música tocada por Jobim, Meirelles, Teixeira e o PiG, é o bom e velho Ciro Gomes, que indicou José Leônidas de Menezes Cristino para Secretária Especial de Portos. Fundida com a Autoridade Aeroportuária, a SEP deverá se tornar o Ministério de Portos e Aeroportos e passará a comandar a Infraero, hoje subordinada a Defesa.

Já é favas contadas que Jobim irá cair até o meio do ano, e a deusa Fortuna deverá jogar a o novo Ministério no colo do PSB de Ciro Gomes. Mas o PiG vai fazer aquela força, detonar o desconhecido Menezes Cristino com dezenas de acusações, e empurrar a pasta para Eduardo Campos.

Enfim… mais engraçado que ouvir todos os dias que Meirelles e Vale são “nomes técnicos” é a incrível amnesia que toma conta dos editores dos grandes jornalões ao ouvir o nome de Ricardo Teixeira.

Read Full Post »

Um dos jornalistas mais mentirosos do país, Renato Mauricio Prado, atacou mais uma vez.

Em sua coluna, o repórter Caramanchão afirmou:

“No pré-lançamento da chapa de Pedro Valente, na Casa dos Poveiros, o ex-deputado, que tenta voltar ao Vasco como vice de futebol, se irritou com a presença de jornalistas e os expulsou aos gritos e palavrões. Pedro Valente acabou nitidamente constrangido.”

Antes de ver o video, é bom ressaltar que a reunião não era um pré-lançamento da Chapa de Valente, mas a própria eleição de Valente como candidato a presidente. Ou seja, uma reunião interna de uma das chapas.

Valente foi escolhido candidato da “Chapa Azul” por aclamação.

Segue o vídeo, onde Eurico “expulsa jornalistas a gritos e palavrões”.

Tirem as crianças da sala.

Transcrição do que disse Eurico:

“Posso saber quem são os ilustres amigos?”

“Radio Tupi, Globo.com e Rádio Manchete.”

“Hein?”

“Radio Tupi, Globo.com e Rádio Manchete.”

“Mas, vossas excelências, por acaso, foram convidados? Isso daqui não é uma região… não é reunião aberta. Se vocês quiserem, ou tiverem tempo, pra aguardar o desfeixo, tudo bem. Mas participar, daqui da reunião, não. Não é uma reunião aberta. É uma reunião fechada.”

“Esperar lá fora?”

“Tudo bem.”

“Obrigado”

Read Full Post »

Eu não sei com qual intenção – ou se é apenas burrice, mesmo – mas diversos comentadores do PiG repetem diariamente que os protestos no Oriente Médio tem sido “organizados a partir das redes sociais”.

Eu, sinceramente, não acredito nessa palhaçada. Se no Brasil apenas 30% da população tem internet, qual o percentual egípcio? 15%? 20%?

A internet pode catalizar, ampliar, trazer gente nova. Mas a verdadeira luta é real. Revolta só se faz na rua. São duros os cacetetes. O gás lacrimogênio e o spray de pimenta dilatam os olhos. As balas nem sempre são de borracha.

A política, a revolta, o protesto, a revolução exigem uma densidade que não pode ser virtual. Nenhum ditador vai cair se você xingar muito no twitter.

Read Full Post »

Órgão público federal, a Anatel defende com unhas e dentes os interesses das empresas privadas de telecomunicações e telefonia contra as reivindicações da população.

Recentemente, a agência usou a Procuradoria Geral da República para derrubar leis estaduais que obrigam as empresas de TV a cabo a instalar gratuitamente até três pontos adicionais.

Por isso prevalece a norma da própria Anatel, que permite cobrança de ponto extra. Viva a exploração!

Por Hamilton Octavio de Souza

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: